Sabão o mal para a saúde?

Como é que a espuma é sempre branca, embora o sabão tenha a cor?
Segundo uma nota de imprensa emitida pela Universidade da Califórnia, Davis UC, a maioria de produtos de higiene pessoal (sabonetes, pastas de dentes e enxaguar a boca) contêm triclosán, um potente agente bactericida e fungicida que pode afetar a nossa função muscular e cardíaca, bem como provocar a interrupção do hormônio reprodutiva.
Por que nos faz mal o sabão?
De acordo com César Tomé, químico industrial e autor do Blog Experientia docet, “Boa parte do desempenho elétrico do corpo, a partir de neurónios, músculos, baseia-se na liberação de íons. Sabe-Se que vários bifenilos policlorados semelhantes ao triclosán interagem com os receptores responsáveis por intermediar a liberação de íons cálcio, tanto no tecido muscular liso como no estriado. Agora se informa que o Triclosán, largamente usado como bactericida em sabonetes, pastas de dentes ou elixires orais, interferir no acoplamento excitação-contração do músculo cardíaco e no associado ao movimento do corpo em ratos”.
Para realizar o estudo, os pesquisadores realizaram diversos experimentos em ratos para assim analisar os efeitos do triclosán em saúde. Após a administração de doses semelhantes às que enfrentamos de forma cotidiana, aos 20 minutos, os ratos começaram a ver afectadas as suas fibras musculares e a capacidade de contração das células do músculo cardíaco. Finalmente, os ratos mostraram uma redução de 25% em sua função cardíaca e de 18% em sua força de aderência. O resultado é que o triclosán impede a correta comunicação entre duas proteínas que funcionam como canais de cálcio, afetando com isso a nossos músculos cardíacos e também esqueléticos.
Segundo Tomé, “este estudo vem a ser quase outro feitos nos últimos anos e que colocam em questão o uso deste produto”. Produto que, por sinal, não tem, segundo as pesquisas, nenhum benefício para a saúde.
Sabão o mal para a saúde?

Um de seus compostos é prejudicial