Uma esperança para cegos

Os olhos esbugalhados são de doente?
É verdade que os insetos enxergam muito melhor do que nós?
É verdade que não se deve olhar fixamente para os olhos dos gorilas?
Genes saudáveis, olhos saudáveis
Perguntas e respostas sobre os olhos
Os olhos mais complexos
Este é um desses experimentos que, embora ainda só foi realizado em ratos, não deixa ninguém indiferente. A luta para restaurar a visão a pessoas cegas leva décadas luchándose, com pequenos avanços, mas não os suficientes para conseguir devolver a visão a pessoas cegas.
Agora, um estudo publicado na revista “Nature” dá novas esperanças. Pesquisadores britânicos, financiados pelo Medical Research Council (MRC), conseguiram restaurar a visão a ratos com deficiências visuais usando o transplante de fotorreceptores sensíveis à luz. Segundo os pesquisadores, essa técnica pode ser feita também em seres humanos para ajudar pacientes com doenças oculares degenerativas.
Os fotorreceptores, encontram-se em nossa retina e são os responsáveis por transformar a luz em impulsos nervosos que são enviados ao nosso cérebro. Neles, encontram-se os cones e os bastões, células responsáveis pela visão das cores e da visão, com baixa luminosidade, respectivamente. A perda de fotorreceptores é uma das causas mais comuns de cegueira, como por exemplo, a cegueira causada pelo diabetes.
Para o experimento, os pesquisadores do Instituto de Oftamologia do University College London (UCL), injetaram diretamente na retina de ratos adultos com deficiências visuais, fotorreceptores pertencentes a ratos jovens e saudáveis. O resultado? Após seis semanas, as células fotorreceptoras injetadas em ratos adultos pareciam funcionar na perfeição, tendo conseguido estabelecer as conexões cerebrais necessárias para que este recebesse a informação visual. Sem dúvida, surpreendente.
Segundo declaram os pesquisadores para a BBC: “Esperamos poder contar em breve com esse sucesso com fotorreceptores derivados de células-tronco embrionárias e, eventualmente, levar a cabo testes em humanos”.
Uma esperança para cegos

Transplante de fotorreceptores restaura a visão em ratos